quinta-feira, 28 de março de 2013

Projeto leitor



Veja as grandes possibilidades de aprendizagem ao trabalhar contos já conhecido pelas crianças


Objetivos:
 Explorar a criatividade e a imaginação; desenvolver as linguagens oral,
escrita e visual; incentivar o prazer pela leitura; promover o movimento global e fino,
 trabalhar o senso crítico, brincadeiras de faz de conta, valores e conceitos;
propiciar o envolvimento social e afetivo e explorar a cultura e a diversidade.
 Propiciar um momento prazeroso e de aprendizagem entre pais
e filhos, incentivando a leitura em família.
 Trabalhar diversas necessidades da infância desde as questões de
relacionamento familiar (ausência e morte dos pais), passando pelo crescimento
individual (superação de obstáculos, conquista de identidade) até o aspecto da violência
e da agressividade, sentimento que também estão presentes em nossas crianças
 desde a primeira infância.
Duração: 4 meses

Os contos de fadas resgatam a leitura e estimulam a fantasia, a imaginação, deixando um pouco de lado os desenhos violentos exibidos na televisão. As mensagens contidas nessas histórias, como bondade, coragem e afeto ajudam na formação das crianças. “À medida que contamos as histórias, as crianças vão elaborando suas próprias ideias, resolvendo conflitos e diferenciando o bem e o mal”, comenta a professora Jesuína Aparecida Pinheiro e Pinheiro, da CEI Primeiros Passos, em Piracaia (SP), que juntamente com a coordenadora pedagógica Cátia Grassetti e a monitora Claudia desenvolveram o projeto.
Apresentação da mochila da leitura e kit de materiais
Em roda de conversa,
 apresente para as crianças a mochila da leitura, explique que seguindo a ordem alfabética, cada dia uma criança a levará para casa e dentro terá um livro com a história que está sendo trabalhada e um cadernão. A criança deverá ler o livro com um de seus familiares e, em seguida, deverá desenhar a parte da história que mais gostou.

Escolher um nome para a mochila
Sugira às crianças
 escolherem um nome para a mochila (que é um boneco). Apresente três sugestões anotadas em papel Kraft e faça uma votação marcando com um “X” cada escolha. No fim, faça com as crianças um levantamento de quem teve mais votos, nomeando, assim, a mochila de leitura. O nome escolhido na escola Primeiros Passos foi Juquinha.

Relatos diários
Todos os dias, em sala de aula,
 a criança que levou a mochila para casa relata para os coleguinhas como foi receber a visita do “boneco”.
Apresentar a história da Branca de Neve e os Sete Anões
Por meio da leitura de livros ilustrados.
Reconto feito pelas crianças.
Apresentação de teatro de fantoches feito pelas crianças.
Sessão Cinema com o filme da Disney Branca de Neve e os Sete Anões.



O painel
Aproveitando um painel
 sobre a história da Branca de Neve que já havia na escola, a professora Jesuína o deixou exposto em sala de aula enquanto a história estava sendo trabalhada. De início, fez com as crianças a leitura das imagens, incentivando-as a contarem o que estava mostrando no cartaz. Enquanto a história estava sendo trabalhada e o cartaz exposto, as crianças sempre se voltavam para ele fazendo comentários a respeito: às vezes, sobre os anões, outras sobre a velhinha vendedora de frutas, outras sobre a maçã envenenada e a tão querida Branca de Neve.
Dica esperta! 
Converse sobre os cuidados que elas deverão ter com a mochila, livro de histórias, cadernão e bolsinha com o kit de materiais (lápis de cor, giz de cera, lápis preto, borracha e apontador).

Dica esperta! 
Na folha de moldes tem um cartaz colorido com o desenho da Branca de Neve e os Setes Anões.

Trabalhando o nome próprio
Com a ajuda da coordenadora
 pedagógica, confeccione plaquinhas com os nomes das crianças. Para as meninas, coloque o desenho da Branca de Neve e a inicial destacada de rosa. Para os meninos, coloque o desenho do príncipe juntamente com a Branca de Neve e os anões e a inicial destacada de azul. Entregue para as crianças a plaquinha para que cada uma observe o seu nome. Em seguida, coloque-as no chão, na grande roda, e explique que a partir daquele dia cada uma terá o seu lugar especial na grande roda e, para achá-lo, é só procurar o seu nome e sentar-se. Fale que cada criança terá o seu nome na mesinha também e deve cuidar muito bem dela. Coloque os nomes nas mesas sem que elas vejam e, logo após a nomeação, peça para que procurem o seu lugar, identificando-o pelo seu nome.
Apresentação do alfabeto
Apresente o alfabeto
 às crianças e explique que, juntos, colocarão figuras que aparecem na história trabalhada cujo nome inicie com as letras do alfabeto, até que ele fique todo ilustrado.
Branca de Neve fisicamente
Em roda de conversa,
 estimule as crianças a refletirem e responderem sobre as características da Branca de Neve: cor e tamanho do cabelo, cor dos olhos, da pele, dos lábios e como era o seu vestido. Em seguida, produza uma atividade em que devem completar o rosto da Branca de Neve 



Postagem anterior
Próxima postagem

Elaborado e escrito por:

Pedagoga, Artesã,  Blogueira do Eu Amo CrochetarInspiração Livre, Profª Jac Bagis e colunista do Portal Educação e Brasil Escola. Cabeça cheia de ideias, dinâmica e divertida. 

0 comentários: